Sociedade Norte Mineira Protetora dos Animais

A Sociedade Norte Mineira Protetora dos Animais foi fundada em Montes Claros/MG, em 1987, após uma visita à cidade de uma delegação da Sociedade Mineira Protetora dos Animais, de Belo Horizonte. A associação montes-clarense se debateu com dificuldades, principalmente quanto à falta de recursos humanos e financeiros para seu funcionamento, mas o mais importante era fazer tudo o que fosse possível para ajudar animais em dificuldades e mudar consciências e atitudes.

Direitos dos Animais

A defesa dos direitos dos animais consiste na consciência de que os animais, enquanto seres vivos e sencientes, devem ter um conjunto de direitos próprios, sendo responsabilidade da Humanidade a sua proteção. A ideia se desenvolveu ao longo do final do século XX e início do século XXI, principalmente nas maiores cidades e metrópoles. Se compreende a dificuldade da Sociedade Norte Mineira Protetora dos Animais, pois fora das grandes cidades a relação com o mundo animal é mais direta, em termos da exploração do animal Lab_animal_carepelo Homem, e por isso é mais difícil despertar a consciência.

A defesa dos direitos dos animais inclui vários graus de compromisso com o ideal. Seus defensores mais radicais serão vegetarianos ou até veganos (ou seja, se recusam não só a comer animais ou produtos de origem animal, mas a utilizar e consumir produtos feitos a partir de um animal). Muitas outras pessoas são mais “moderadas” na sua defesa dos animais, continuando a comer carne (de vaca, de porco, etc.) mas contribuindo para questões como a proibição de testes de produtos de beleza em animais, a proibição da caça, a não utilização de roupas de pele ou a proibição da tourada (nos países onde existe).

A consciência animal é um fenômeno mundial, e não exclusivo do Ocidente (na verdade, alguns veganos citam a influência de filosofias da Índia, ligadas ao budismo, como estando na base de suas ideias). Na Coreia do Sul, um festival gastronômico de carne de cão foi cancelado em 2011 por pressão política, e na China estão crescendo movimentos nesse mesmo sentido.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *