Animais de Companhia

Os animais são uma ótima companhia para todas as pessoas e uma forma de compreendermos, até de forma instintiva, a felicidade simples da vida. Os cães e os gatos são os animais de companhia mais antigos e que mais pessoas continuam escolhendo como “pets”, na atualidade.

Cães

O cão é chamado de “o melhor amigo do homem”, por ser talvez o mais antigo dos animais a ser domesticado e a viver em companhia do ser humano. Esta labrador-805838_960_720relação é tão antiga que causa dúvida nos historiadores, podendo ter começado entre 30.000 e 10.000 anos atrás. O cão é um animal inteligente, determinado e muito fiel a seu dono.

Se na atualidade, e pelo menos nas grandes cidades, o cão já não é utilizado para guardar rebanhos de ovelhas ou na caça, a relação de amizade continua. São famosas as histórias de dedicação extrema dos cães a seus donos, como o cachorro japonês Hachiko. Seu dono, um professor da Universidade de Tóquio, faleceu em 1925 quando ele tinha só um ano de idade. Desde então, Hachiko caminhava até uma estação de comboio na cidade onde sempre esperava o regresso do dono, todos os dias. O cachorro fez isso por 10 anos, até sua morte.

Gatos

Tal como o cão, o gato foi domesticado pelos seres humanos há vários milênios tendo permanecido por perto desde esses tempos remotos. Sendo um animal com um instinto mais independente do que o cão, sua principal utilidade para as populações antigas seria enquanto caçador de ratos e outros roedores, um perigo para a saúde humana e uma ameaça para a agricultura.

Na Grã-Bretanha, existe há várias décadas a tradição de ser nomeado, para a residência oficial do primeiro-ministro (a famosa casa n.º 10 de Downing Street), um “Chief Mouser”, que poderia se traduzir por “Oficial Caçador de Ratos”. O gato não pertence ao primeiro-ministro mas sim à casa, “servindo” habitualmente até à sua morte. Ao “Chief Mouser” Wilberforce, contudo, foi dada a possibilidade de se retirar em sua velhice, depois de ter servido quatro primeiros-ministros, durante 13 anos, entre 1973 e 1986. Wilberforce faleceu em 1988.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *